Correios

Phishing Vs Spam: Estes são dois tipos comuns de mensagens de correio electrónico que poderá receber. Ambas são concebidas para o enganar a tomar medidas que normalmente não tomaria, tais como abrir um anexo ou clicar num link.

Spam vs. phishing - Embora estes termos sejam frequentemente utilizados de forma intercambiável, têm significados ligeiramente diferentes.

Mas o que significam exactamente "spam" e "phishing"? Vamos entrar em grandes detalhes sobre spam vs. phishing neste ensaio. Discutiremos também como o "spam" difere do "phishing" no que diz respeito a e-mails, chamadas e textos.

O que é Spam?

Spam é um termo para mensagens de correio electrónico indesejadas ou não solicitadas. Spam é geralmente definido como mensagens de correio electrónico enviadas em massa a muitas pessoas que não as querem. Isto inclui mensagens de correio electrónico enganosas, enganosas, ou fraudulentas; a maioria dos utilizadores da Internet considera o spam como um factor indesejável na comunicação online.

O que é a Phishing?

O phishing é um tipo de fraude que utiliza mensagens de correio electrónico para enganar as pessoas a revelarem as suas informações pessoais, tais como palavras-passe e números de cartão de crédito. Phishing combina as palavras "pesca" e "caça à baleia", que descreve o envio de emails a indivíduos específicos para obter informação sensível.

Phishing vs Spam: Visão geral comparativa

Phishing

Spam

Quando os utilizadores clicam num link de phishing, são convidados a revelar as suas informações privadas, tais como dados bancários, números da segurança social, etc. Na maioria das vezes, anúncios de grupos de notícias de lixo sobre a publicidade de um produto,
Não se limitando apenas a e-mails, mas também a chamadas, mensagens de texto, e mensagens de comunicação social. Publicidade comercial sob a forma de e-mails não solicitados
Começa com uma isca que parece ser de fontes legítimas. E-mails não solicitados e indesejados a inundar a caixa de entrada

Phishing vs Spam: Principais diferenças

Tanto o phishing como o spam são formas de engenharia social - formas de enganar as pessoas para que desistam das suas informações pessoais. Embora possam parecer semelhantes, têm diferenças distintas.

Técnicas em Phishing vs Spam

A principal diferença entre phishing e spam é a forma como são entregues na sua caixa de entrada:

Os e-mails de phishing parecem frequentemente provir de fontes fidedignas como bancos ou retalhistas e têm frequentemente logótipos e imagens de aspecto realista nos seus anexos ou incorporados no corpo das suas mensagens. As mensagens spam são geralmente facilmente identificadas como lixo porque contêm erros ortográficos e erros gramaticais. Também incluem linhas de assunto genéricas tais como "verifique isto" ou "isto pode fazer-lhe dinheiro" ou outras bandeiras vermelhas tais como má formatação ou ligações quebradas no corpo das suas mensagens.

O objectivo de Phishing vs Spam

Phishing visa fazer com que os utilizadores introduzam a sua informação de login enganando-os a acreditar que um site falso é legítimo. O spam procura fazê-lo clicar num e-mail e ir a um site que gera receitas para o spammer.

Então o que torna um e-mail de phishing diferente de outros e-mails de spam?

Aqui estão algumas coisas que podem ser procuradas num e-mail:

  • O remetente não é quem diz ser. Se o remetente afirma ser um executivo ou outra pessoa da sua empresa, é provável que seja uma farsa. A pessoa que enviou o e-mail pode nem sequer trabalhar para a sua empresa.
  • O e-mail contém um anexo ou link que lhe pede para fornecer informações sensíveis (número de Segurança Social, palavras-passe).
  • A mensagem pede-lhe para alterar quaisquer palavras-passe ou actualizar software que apenas o suporte informático normalmente trataria.
  • Não há um propósito claro para que alguém envie este tipo de mensagem (é apenas vago).

Spam vs Phishing: Mensagens de voz e chamadas telefónicas

A utilização de correio electrónico e chamadas telefónicas para obter informações pessoais é muito semelhante ao spam e ao phishing. Ambos têm, no entanto, algumas diferenças fundamentais.

Com spam, normalmente recebe um e-mail de alguém com o seu endereço de e-mail. Estes e-mails contêm normalmente um link para um website que pretende que forneça as suas informações pessoais. Estes incluem números de cartões de crédito, informações de contas bancárias e números da segurança social. Só em 2022, foram enviados 8,16 biliões de e-mails de spam nos EUA. 

O phishing é semelhante, mas utiliza chamadas telefónicas em vez de e-mails. Os golpistas de phishing telefonam-lhe a fingir ser do seu banco ou empresa de cartões de crédito, dizendo que há um problema com a sua conta ou que precisam que confirme algumas informações por telefone.

Spam vs Phishing: O que é Mais Perigoso?

Pode ser difícil dizer qual deles é mais perigoso porque ambos têm o potencial de causar roubo de identidade ou perda financeira. A melhor maneira de se proteger contra qualquer uma delas é não dar qualquer informação pessoal por telefone ou e-mail se não souber quem a enviou!

Como se proteger do Phishing?

Veja aqui como se proteger do phishing:

  • Soluções antiphishing monitorizam e-mails e sítios web para actividades suspeitas, tais como links que levam a sítios maliciosos. Estes programas podem bloquear estas ligações, o que ajuda a evitar que as vítimas caiam em esquemas de phishing. Utilizar Antiphishing soluções por PowerDMARC e proteja-se.
  • Utilizar DMARC: A Autenticação de Mensagens Baseadas no Domínio, Relatórios e Conformidade(DMARC) é um serviço dentro do Sistema de Nomes de Domínio que permite às organizações identificar e gerir domínios de correio electrónico falsificados.
  • Quando uma organização recebe uma mensagem de um remetente desconhecido com um inválido Do endereço, a mensagem é retransmitida ao remetente. Assim, podem confirmar que o seu endereço foi utilizado por engano. O remetente modificará então a sua mensagem para evitar futuras tentativas de entrega, enviando-a novamente com um endereço De válido.
  • Se uma mensagem falhar a verificação DMARC, não é encaminhada através do seu servidor de correio e, portanto, nunca chega aos seus utilizadores ou clientes. Isto ajuda a garantir que as mensagens legítimas não sejam bloqueadas por filtros de spam incorporados em clientes de webmail ou outros serviços de terceiros.
  • Não clique no link suspeito: Esta dica é simples mas eficaz! Não o faça se vir um e-mail ou outra mensagem a pedir-lhe para clicar num link ou descarregar um anexo! Em vez disso, apague a mensagem ou ignore-a.

Como se proteger do spam?

O primeiro passo para proteger o seu e-mail contra spam é usar as mesmas chaves SPF e DKIM em todos os seus domínios.

SPF: SPF significa Sender Policy Framework e é uma forma de dizer aos servidores de correio que enviam mensagens em nome de uma organização quais os e-mails que são legítimos e quais os que não o são. O tipo mais comum de registo SPF (ou seja, um que se aplica a todos os domínios) é chamado de registo SPF "completo" (ou registo SPF de "todos os domínios").

A versão completa da norma diz que se tiver um domínio com registos MX, deve utilizar o nome do seu domínio como endereço nos cabeçalhos de correio electrónico. Isto evitará ataques de falsificação por atacantes que fingem ser a sua empresa ou que enviam notificações fraudulentas que aparecem como se tivessem vindo de si.

DKIM: Significa DomainKeys Correio Identificado e permite aos utilizadores de um serviço de correio electrónico (como o Gmail) assinar os seus e-mails com a sua chave privada, facilitando ao destinatário a identificação se um e-mail foi enviado por eles ou por outra pessoa. Isto pode ser utilizado juntamente com o SPF para ajudar a evitar que e-mails falsificados venham do seu domínio.

Nunca responda a qualquer Spam: Não responda a mensagens de spam ou e-mails que lhe peçam para clicar em links ou anexos. Isto pode instalar malware ou vírus no seu computador que permitem aos hackers assumir o controlo do seu dispositivo.

Utilizar Filtros Anti-spam: Utilizar filtros anti-spam sempre que possível. Estes ajudam a bloquear a maioria do correio não desejado de chegar à sua caixa de entrada, usando algoritmos baseados em palavras-chave e frases no corpo da mensagem. Não são perfeitos, mas podem reduzir significativamente a quantidade de correio não desejado que recebe.

Conclusão

Os dois riscos mais prevalecentes para a segurança da informação na Internet são o phishing e o spam, representando o lado sombra de todos os avanços tecnológicos que agora tomamos como garantidos. Todos os negócios funcionam hoje em dia em linha, e o globo tem um poder e dependência inigualáveis graças à Internet. Portanto, a ciber-segurança é um requisito sine qua non.

Os riscos de segurança da Internet mais comuns hoje em dia são o spamming e o phishing, ambos representando um risco para a integridade da comunidade online. O phishing é um método de publicidade comercial que utiliza e-mails não solicitados para enganar os clientes no fornecimento de informações sensíveis como números de cartões de crédito, senhas de contas, e números da segurança social. O melhor é utilizar anti-phishing soluções por PowerDMARC para se proteger de graves ataques de phishing.